Escritoras vivem “Um Grande Dia” em Ribeirão Preto

Historiadora mobiliza mulheres escritoras para registro fotográfico que tem se espalhado por várias cidades brasileiras e do exterior

Mulheres escritoras (Foto: Thainá Rossati)

Quem passou pela Rua Duque de Caxias, no centro de Ribeirão Preto, em frente ao número 547, na tarde do dia 20 de agosto, se deparou com dezenas de mulheres reunidas para um registro histórico. Eram todas escritoras, de livros, de blogs, de redes sociais, ou que ainda não mostraram seus escritos.


Das mais jovens até aquelas que escrevem há mais tempo, a motivação é uma só: queremos ser ouvidas. “Tenho a necessidade de contar histórias, e faço isso por meio da poesia. É um deslocamento para um lugar onde posso estar, como mulher e como nordestina, dois recortes tão marcantes em nossa sociedade”, diz Larisse Nolasco, 23 anos, dois deles morando em Ribeirão Preto, vinda de Alagoas, onde nasceu. “Algodão Doce” é seu primeiro livro. Outro está em produção. Um caminho que Dumara Piantino Jacintho, aos 77 anos, já percorreu diversas vezes em antologias de crônicas. “Não só na literatura, mas em todas as áreas, as mulheres estão ganhando mais liberdade para mostrar seus trabalhos, e a Feira do Livro é um desses importantes espaços”, comenta.


Larisse e Dumara se cercaram de colegas das letras. Flávias, Ritas, Anas, Dalilas, Elianes, muitas outras com seus escritos em mãos. Um clique depois e todas estão eternizadas neste 20 de agosto. Para elas e para todos os amantes da literatura, um grande dia em Ribeirão Preto.


Mas, qual a razão da foto? Quem trouxe a ideia para a cidade foi a historiadora Flávia Mantovani. Com apoio da Biblioteca Sinhá Junqueira e aproveitando o momento da 21ª FIL, ela colocou Ribeirão na rota do movimento “Um dia especial em…”. “É uma iniciativa que surgiu em São Paulo, para mobilizar e valorizar as mulheres escritoras”, explica.


Em 12 de junho deste ano, três escritoras paulistanas reuniram quase 400 mulheres para uma foto na arquibancada do estádio do Pacaembu, durante um evento literário. A iniciativa surgiu quando uma das organizadoras viu a foto “Um grande dia no Harlem”, feita em 1958 numa rua qualquer de Nova Iorque, onde 57 grandes nomes do jazz se reuniram para o registro histórico.


Em Ribeirão Preto também foi assim. Feita a foto - por uma mulher, diga-se -, o trânsito em frente à biblioteca - criada por uma mulher, lembre-se -, seguiu normalmente. Mas, para muitas mulheres que se reuniram ali, será sempre um grande dia. O dia em que elas se reconheceram e se reafirmaram como escritoras. Para sempre.


Sobre a Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto


A 21ª edição da Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto aconteceu de 20 a 28 de agosto de 2022 e trouxe como proposta de reflexão o tema “Do Caburaí ao Chuí: a força da Literatura Brasileira”. A proposição embasou todas as atividades e debates do evento. A feira consagrou-se como um dos maiores eventos culturais do país: 21 anos de história e 20 edições realizadas. Em 2020, a feira tornou-se internacional e em 2021 realizou sua 20ª edição, pela primeira vez, no formato on-line, devido à pandemia do Coronavírus.

Realização: Ministério do Turismo, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, Usina Alta Mogiana, GS Inima Ambient e Fundação do Livro e Leitura apresentam a 21ª Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto (FIL). Patrocínio Diamante: Usina Alta Mogiana e GS Inima Ambient. Patrocínio Ouro: GasBrasiliano e Savegnago. Patrocínio Prata: Passalacqua, Premier Pet, Pedra Agroindustrial, Ribeirãoshopping e Riberfoods, Usina Vertente,Tereos e Vittia. Patrocínio Bronze: Supermercados Gricki, MazaTarraf, Tracan, Santa Helena. Patrocínio: Madeiranit, Usina São Martinho, Tarraf. Instituição Cultural: SESC. Parceria Cultural: Fundação Dom Pedro II – Theatro Pedro II, Alma – Academia Livre de Música e Artes, Biblioteca Sinhá Junqueira, Centro Cultural Palace, Instituto do Livro, CUFA, A Fábrica, IPCCIC – Instituto Paulista de Cidades Criativas e Identidades Culturais, Teatro Municipal de Ribeirão Preto, AbaCare, Associação de Surdos, CAEERP, FADA, Fundação Panda, Ribdown, SOMAR. Apoio: ACIRP, Base Química , Cenourão, Combustran, DTEK, Durati Distribuidora, Lopes Material Rodante,Molyplast, Mialich supermercados, Santa Emília, Transmogiana,Tonin, Vantage – Geo Agro, ViaBrasil, Coderp, Transerp, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar, Secretaria de Cultura e Turismo, Secretaria de Educação, Secretaria do Meio Ambiente, Secretaria de Infraestrutura. Apoio Cultural: Convention Bureau, Colégio Marista, Diretoria de Ensino – Região de Ribeirão Preto, ETEC – José Martimiano da Silva, Educandário, SESI, Barão de Mauá, Centro Universitário Moura Lacerda, Unaerp, NW3, Grupo Utam, Monreale Hotéis, Painew, Verbo Nostro Comunicação Planejada e Instituto Unimed.



botao_fixo.png