“Nós, escritores indígenas, compartilhamos pontos e interligamos pontes”, disse Márcia Kambeba

Escritora participou da atividade da 40tena Cultural no dia 6 de abril e apresentou diversas obras da literatura indígena para o público infantil



A escritora e poeta Márcia Kambeba comandou a atividade, que fez parte da programação da 40tena Cultural, “Dicas de Leiturinhas: Literatura Indígena para Crianças”, no dia a 6/4. O encontro foi transmitido ao vivo pelas plataformas digitais da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto e teve dicas de obras, canto, poesia e contação de histórias indígenas para crianças.


No início do encontro, a escritora fez uma súplica às forças ancestrais, um pedido de cuidados às pessoas e famílias que sofrem com o vírus da doença Covid-19. Segundo ela, a literatura indígena traz o autoconhecimento da população. “Nós, escritores indígenas, compartilhamos o que sabemos com a população não-indígena, compartilhando pontos e interligando pontes. Tanto no Brasil, quanto fora dele”.


O primeiro livro indicado por Márcia Kambeba é de sua autoria: “O lugar do saber ancestral”. “Nesse livro eu falo de cultura, ancestralidade, território e muito da natureza. As crianças adoram poemas que falam da água, da terra e das árvores”, comentou. Ela revelou ter um filho autista e que é a base de sua inspiração em diversas obras. “Faço poemas para que as crianças também produzam. Elas têm capacidade para isso”.


Outra obra citada pela escritora foi “Kumiça Jenó: narrativas poéticas dos seres da floresta”, que ela fez em parceria com o filho. “A capa e as ilustrações do livro foram de autoria dele. E muitos dos contos nasceram dessa parceria”.


Confira a lista completa dos livros indicados pela autora: - “Meu vô Apolinário: um mergulho no rio da (minha) memória”, de Daniel Munduruku - “Curumim”, de Tiago Hakiy - “A oncinha Lili”, de Cristino Wapichana e Águeda Horn - “Um curumim, uma canoa”, de Yaguarê Yamã - “Noite e dia na aldeia”, de Bruno Nunes e Tiago Hakiy - “Tainãly, uma menina Maraguá”, de Lia Minápoty


A atividade completa com a poeta e escritora Márcia Kambeba está disponível no canal do Youtube da Fundação.

botao_fixo.png