“Pra ontem é a urgência do tempo, que evoca um momento ímpar de mudar a nossa realidade”



A programação cultural da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto apresentou, no dia 25/11, um encontro digital com Camila Oliveira e Marcelo Domingos, integrantes da Pretoteca Zenaide Zen, e Eduardo Donaire, da Biblioteca Zumbi dos Palmares.


Com o tema “Pra ontem - um papo sobre autonomia e autogestão”, o bate-papo falou sobre livros, bibliotecas, literatura e arte com base nos princípios de autonomia e autogestão.


A programação teve curadoria da Pretoteca Zenaide Zen, uma biblioteca itinerante afrocentrada, mantida por pessoas negras, que surgiu no início de 2021 com a proposta de construir um acervo literário de autores e autoras negras, resgatando a história e humanidade do continente e da diáspora africana.


Camila Oliveira, integrante da Pretoteca, destacou que a proposta da programação semanal foi proporcionar diversas linhas de discussões. “Vivemos numa sociedade, fruto da colonização, que historicamente luta contra o tempo, sempre se movendo entre passado e futuro. A temática foi escolhida para refletirmos como esse tempo nos afeta enquanto pessoas pretas, os reflexos na nossa luta e organização de povo, já que a nossa ancestralidade africana ensina que o tempo é nosso aliado”, explica.


Para acompanhar a conversa na íntegra, basta acessar o vídeo acima ou entrar no canal no Youtube da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto.

botao_fixo.png