“Queremos uma educação para o Brasil sem preconceitos, com tolerância e respeito”, disse Munduruku

Primeiro dia do encontro Combinando Palavras, projeto que faz parte das atividades da 21ª FIL, recebeu estudantes da rede municipal de ensino no Teatro Municipal, em Ribeirão Preto que fizeram uma releitura da obra do escritor infantojuvenil

Combinando Palavras com Daniel Munduruku

Homenagens ao escritor infantojuvenil Daniel Munduruku foram feitas durante o Combinando Palavras, que reuniu cerca de 1.200 alunos da rede municipal de ensino no Teatro Municipal, em Ribeirão Preto, no dia 22/8. O projeto faz parte das atividades da 21ª FIL – Feira Internacional do Livro. A atividade contou com a participação de 10 escolas da cidade e a emoção tomou conta do escritor Daniel Munduruku durante as apresentações dos vídeos, poemas, contação de história e danças indígenas – todas apresentadas pelos estudantes no palco do teatro.



Combinando Palavras com Daniel Munduruku

Munduruku disse que a educação que ele deseja ao Brasil se assemelha à que ele presenciou durante o Combinando Palavras. “Queremos uma educação sem preconceitos, com mais tolerância e respeito. Tudo que estes alunos fizeram aqui hoje é uma demonstração do respeito e carinho que desenvolveram por esses povos indígenas”.


Durante este primeiro semestre, os professores das 10 escolas participantes trabalharam com a obra do autor com os alunos em sala de aula, estimulando dessa forma a leitura e o acesso ao livro. “Nós fizemos um programa para trabalhar com os livros do autor: a cultura e a história dos povos indígenas. Além disso, o projeto teve a importância de mostrar a literatura na prática para esses estudantes”, disse a professora de língua portuguesa da EMEF Antônio Palocci, Elisângela Gusmão.



Combinando Palavras com Daniel Munduruku

Julia Camargo Conceição, de 12 anos, é estudante do 7º ano da EMEF Antônio Palocci, disse que, durante as aulas, as professoras auxiliaram os alunos durante a produção do projeto e que isso possibilitou que eles entendessem mais sobre a obra do autor. “É importante saber sobre os indígenas e conhecer mais sobre ele. Trabalhamos dois meses com as obras dele e estávamos ansiosos para conhecer o Daniel”.



Combinando Palavras com Daniel Munduruku

Representando a EMEF Vereador José Delibo, a professora de língua portuguesa Alaíse Andrade revelou que os alunos tiveram grande interesse pelo escritor. “O projeto tem uma representação cultural muito grande na vida desses alunos. Eles não estão acreditando que o Daniel está aqui com eles aqui hoje”.


Como forma de agradecimento pelos trabalhos apresentados, Daniel destacou a importância dos professores durante o processo. “O que faz o professor levantar cedo e ir para a escola é a esperança nas novas gerações. Eu luto por essa esperança: ela tem que ser o motor que nos move para não desistirmos”, concluiu o escritor.


O projeto


Em sua 5ª edição, o projeto educativo faz parte das atividades da Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto. Nesta edição, os autores selecionados para o Combinando Palavras foram Cristiane Sobral, Ryane Leão, Olívio Jekupé, Eliana Alves Cruz, Férrez, Luiza Romão, Daniel Munduruku, Luiz Puntel e Eduardo Spohr. Uma das novidades do projeto foi a participação de alunos da Adevirp - Associação dos Deficientes Visuais de Ribeirão Preto. Desde 2017, em suas quatro edições, o projeto atendeu mais de 30 mil alunos, cerca de 300 professores de 220 escolas de 14 cidades da região de Ribeirão Preto e contou com 29 escritores, que foram lidos e estudados pelos participantes.


Sobre a Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto


A 21ª edição da Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto aconteceu de 20 a 28 de agosto de 2022 e trouxe como proposta de reflexão o tema “Do Caburaí ao Chuí: a força da Literatura Brasileira”. A proposição embasou todas as atividades e debates do evento. A feira consagrou-se como um dos maiores eventos culturais do país: 21 anos de história e 20 edições realizadas. Em 2020, a feira tornou-se internacional e em 2021 realizou sua 20ª edição, pela primeira vez, no formato on-line, devido à pandemia do Coronavírus.

Realização: Ministério do Turismo, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, Usina Alta Mogiana, GS Inima Ambient e Fundação do Livro e Leitura apresentam a 21ª Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto (FIL). Patrocínio Diamante: Usina Alta Mogiana e GS Inima Ambient. Patrocínio Ouro: GasBrasiliano e Savegnago. Patrocínio Prata: Passalacqua, Premier Pet, Pedra Agroindustrial, Ribeirãoshopping e Riberfoods, Usina Vertente,Tereos e Vittia. Patrocínio Bronze: Supermercados Gricki, MazaTarraf, Tracan, Santa Helena. Patrocínio: Madeiranit, Usina São Martinho, Tarraf. Instituição Cultural: SESC. Parceria Cultural: Fundação Dom Pedro II – Theatro Pedro II, Alma – Academia Livre de Música e Artes, Biblioteca Sinhá Junqueira, Centro Cultural Palace, Instituto do Livro, CUFA, A Fábrica, IPCCIC – Instituto Paulista de Cidades Criativas e Identidades Culturais, Teatro Municipal de Ribeirão Preto, AbaCare, Associação de Surdos, CAEERP, FADA, Fundação Panda, Ribdown, SOMAR. Apoio: ACIRP, Base Química , Cenourão, Combustran, DTEK, Durati Distribuidora, Lopes Material Rodante,Molyplast, Mialich supermercados, Santa Emília, Transmogiana,Tonin, Vantage – Geo Agro, ViaBrasil, Coderp, Transerp, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar, Secretaria de Cultura e Turismo, Secretaria de Educação, Secretaria do Meio Ambiente, Secretaria de Infraestrutura. Apoio Cultural: Convention Bureau, Colégio Marista, Diretoria de Ensino – Região de Ribeirão Preto, ETEC – José Martimiano da Silva, Educandário, SESI, Barão de Mauá, Centro Universitário Moura Lacerda, Unaerp, NW3, Grupo Utam, Monreale Hotéis, Painew, Verbo Nostro Comunicação Planejada e Instituto Unimed.

botao_fixo.png