“Vida e obra de Carolina Maria de Jesus deviam estar no currículo escolar”, pede Zezé Motta

Atriz e cantora participou de conferência na noite de 22/08, na FIL – Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto, com o jornalista Tom Farias e a professora Vera Eunice de Jesus

Conferência Carolina Maria de Jesus

Carolina Maria de Jesus, autora de ‘Quarto de Despejo’, devia fazer parte do currículo das escolas brasileiras”. O pedido foi feito pela atriz e cantora Zezé Motta, que participou on-line de conferência sobre a vida e obra da escritora. “A história de Carolina é uma história de força, de resiliência, de coragem. Conhecendo sua trajetória, é até pecado reclamar de alguma dificuldade que enfrentamos na vida”, disse Zezé, que em 2003 teve a oportunidade de viver a escritora no curta-metragem “Carolina”, de Jefferson D.



Vera Eunice de Jesus, filha de Carolina Maria de Jesus

Muito dessa história de paixão pelas letras em meio às dificuldades da vida na favela, da fome e do preconceito, se materializou no palco do Theatro Pedro II com a presença da professora e psicopedagoga Vera Eunice de Jesus, filha de Carolina e guardiã de sua obra diante da plateia. “Quando ela morreu, todos os seus manuscritos ficaram comigo. Eu os levei para Sacramento (MG), onde ela nasceu, mas nada foi feito. Minha luta é para preservar a memória de Carolina Maria de Jesus”, afirmou Vera, umas das personagens mais presentes no diário da escritora que foi lançado nos anos 60 e logo virou um best-seller.



Conferência Carolina Maria de Jesus

Apesar da fama e do dinheiro com a venda dos livros, a escritora voltou a ter uma vida cheia de dificuldades até morrer, aos 62 anos, em 1977. “Minha mãe não media esforços para ajudar as pessoas. Quem aparecesse na porta de casa pedindo alguma coisa, de um enxoval a uma passagem para voltar para o Nordeste, ela atendia”, relembrou a professora.


Muitas das passagens da vida da escritora estão relatadas no livro “Carolina: Uma Biografia”, do jornalista, escritor, crítico literário do jornal O Globo e colunista da Folha de S. Paulo, Tom Farias, que fez a mediação da conferência.


Sobre a Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto


A 21ª edição da Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto aconteceu de 20 a 28 de agosto de 2022 e trouxe como proposta de reflexão o tema “Do Caburaí ao Chuí: a força da Literatura Brasileira”. A proposição embasou todas as atividades e debates do evento. A feira consagrou-se como um dos maiores eventos culturais do país: 21 anos de história e 20 edições realizadas. Em 2020, a feira tornou-se internacional e em 2021 realizou sua 20ª edição, pela primeira vez, no formato on-line, devido à pandemia do Coronavírus. Realização: Ministério do Turismo, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, Usina Alta Mogiana, GS Inima Ambient e Fundação do Livro e Leitura apresentam a 21ª Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto (FIL). Patrocínio Diamante: Usina Alta Mogiana e GS Inima Ambient. Patrocínio Ouro: GasBrasiliano e Savegnago. Patrocínio Prata: Passalacqua, Premier Pet, Pedra Agroindustrial, Ribeirãoshopping e Riberfoods, Usina Vertente,Tereos e Vittia. Patrocínio Bronze: Supermercados Gricki, MazaTarraf, Tracan, Santa Helena. Patrocínio: Madeiranit, Usina São Martinho, Tarraf. Instituição Cultural: SESC. Parceria Cultural: Fundação Dom Pedro II – Theatro Pedro II, Alma – Academia Livre de Música e Artes, Biblioteca Sinhá Junqueira, Centro Cultural Palace, Instituto do Livro, CUFA, A Fábrica, IPCCIC – Instituto Paulista de Cidades Criativas e Identidades Culturais, Teatro Municipal de Ribeirão Preto, AbaCare, Associação de Surdos, CAEERP, FADA, Fundação Panda, Ribdown, SOMAR. Apoio: ACIRP, Base Química , Cenourão, Combustran, DTEK, Durati Distribuidora, Lopes Material Rodante,Molyplast, Mialich supermercados, Santa Emília, Transmogiana,Tonin, Vantage – Geo Agro, ViaBrasil, Coderp, Transerp, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar, Secretaria de Cultura e Turismo, Secretaria de Educação, Secretaria do Meio Ambiente, Secretaria de Infraestrutura. Apoio Cultural: Convention Bureau, Colégio Marista, Diretoria de Ensino – Região de Ribeirão Preto, ETEC – José Martimiano da Silva, Educandário, SESI, Barão de Mauá, Centro Universitário Moura Lacerda, Unaerp, NW3, Grupo Utam, Monreale Hotéis, Painew, Verbo Nostro Comunicação Planejada e Instituto Unimed.

botao_fixo.png