A PALAVRA É: SUSTENTABILIDADE

‘A sustentabilidade tem que ser uma atitude’


Escritor Daniel Munduruku defende que o homem deve reavaliar seu papel e se inserir na natureza. Só assim a sustentabilidade deixará de ser uma palavra e passará a ser uma atitude

Em sua participação, na noite de terça-feira (15/9), no evento “20 Horas de Literatura”, o escritor indígena Daniel Munduruku definiu a palavra Sustentabilidade como a sustentação de nossa vida no planeta e de como a Terra responde às ações do homem. Durante uma hora, ele falou sobre o tema com a mediação da professora Luciana Gasparini.


Para Daniel, o homem falha ao se retirar do contexto natural. “Temos a falsa ideia de que somos maiores do que a natureza que nos sustenta. Nós podemos manipular os recursos naturais, nos beneficiarmos deles, mas não somos superiores”. O escritor disse que a ideia predominante, não apenas no Brasil, mas em grande parte do mundo, é a da destruição, quando seria mais inteligente trilhar o caminho da preservação. “A natureza nos garante a vida, então seria inteligente que ela fosse preservada. O que acontece à Terra acontece também aos filhos da Terra. Quando compreendermos isso, a sustentabilidade não será apenas uma palavra, mas se transformará em uma atitude”, avaliou.


Como contraponto ao sentido de destruição, Daniel Munduruku prega a necessidade do sentido de pertencimento. “Não podemos olhar de fora, mas sim devemos nos inserir na natureza, e isso passa pela educação da mente, principalmente das crianças. Precisamos saber, desde muito cedo, que bem viver com os recursos naturais, é diferente de viver bem, às custas do acúmulo, do consumo, da riqueza, do lixo e da destruição”, afirmou.


Segundo o escritor, o Brasil cresceria muito, economicamente, culturalmente e socialmente, se olhasse para o bem maior que possui, que são os recursos naturais. Para ele, as florestas são também um bem econômico, mas é preciso haver equilíbrio em seu uso. “Povos indígenas também praticam o desmatamento para sua subsistência, mas seguem conhecimentos milenares que nos mostram que a natureza precisa de tempo para se regenerar. O Brasil não pode viver mais este movimento entreguista de suas riquezas, só assim seria uma nação feliz. E eu acredito muito na vocação do Brasil para a felicidade”, finalizou Daniel.


A ação “20 Horas de Literatura” é promovida até sexta-feira (18/9) pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, em parceria com o Sesc-SP e a Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto. As palestras 100% on-line de 20 autores convidados para falar sobre 20 palavras relevantes para o Brasil e o mundo nas últimas duas décadas têm transmissão ao vivo pela plataforma de conteúdo da Fundação (www.fundacaodolivroeleiturarp.com) e por suas redes sociais, como Facebook e YouTube.


O evento é uma ação comemorativa aos 20 anos da FIL (Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto). Os interessados em participar da programação podem ainda se inscrever pela plataforma e ao final do evento vão receber certificado online de participação.

Rua Professor Mariano Siqueira, 81

Jardim América - Ribeirão Preto SP

Fale conosco

Telefone: (16) 3911-1050

WhatsApp: (16) 98201-2389

contato@fundacaodolivroeleitura.com.br

Horário de Funcionamento

De segunda a sexta, das 9h às 18h

*Em função da pandemia do novo Coronavírus, a Fundação está atendendo via WhathsApp e plataforma Zoom para reuniões, com toda equipe atuando em sistema home-office.

*Consulte nossos horários especiais de funcionamento durante a Feira Internacional do Livro e demais eventos.

Receba nossa News e fique por dentro de todos nossos eventos e notícias

  • Instagram
  • Facebook
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Twitter
  • YouTube