Autores locais são destaque na 21ª Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto

No Salão de Ideias do último dia da FIL, o jornalista e escritor João Augusto falou sobre “A beleza e a vida por trás das palavras”



Autores locais na FIL (Foto: Thainá Rossati)

A participação dos autores locais em todas as edições da Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto sempre foi constante e primordial. “São figuras essenciais na FIL”, disse a curadora Adriana Silva. No domingo, 28/8, o jornalista e poeta João Augusto, autor local homenageado nesta 21ª edição da FIL, conversou com o público, em Salão de Ideias no período da tarde, sobre a força e a importância das palavras. “Não há nada que tenha sido criado pelo ser humano que não passa pela palavra”, disse o escritor, contando que companhia é sua palavra preferida.

João Augusto

João Augusto também abordou questões como as diversas crenças que condicionam o entendimento da vida e a força da palavra como influência, interferência, ampliação e limite. “Junto com a poesia, a palavra nos faz pensar e sentir diferente. Com quais palavras costumamos conviver e passar o dia? Quais palavras oferecemos às pessoas que cruzam nosso caminho ao longo do dia?”, questionou, incentivando reflexões.


Com cinco livros publicados, todos de poesia, João Augusto começou a escrever pela inadaptação ao que se chama de realidade. Sua escrita inicial não era com tinta e papel, mas com brinquedos que ele inventava na infância, para enganar a repetição dos dias. Além de jornalista e poeta, João Augusto cursa faculdade de Ciência Política.


Mais talentos locais


O Salão Mármore do Centro Cultural Palace, tradicional espaço dos autores locais para a venda e exposição dos livros e também ponto de encontro dos escritores da região durante a FIL, atraiu nesta 21ª edição 170 escritores. Durante os 9 dias de feira, foram 18 lançamentos e 40 sessões de autógrafos.

Autores locais na FIL (Foto: Thainá Rossati)

Para o escritor Mauricio Affonso, psicanalista e escritor, através da FIL foi possível o lançamento de seu primeiro livro: “O Prefeito Perfeito”, resultado de sua trajetória profissional - ficção de um grupo de pessoas idealistas que combatem a corrupção em uma cidade, criando um novo candidato, com um ideal diferente. “Aqui é o espaço que precisamos. Como começaram os autores consagrados? Certamente, foi com o apoio de eventos como este. A Feira do Livro está fazendo um papel fantástico. Se não fosse este espaço seria muito difícil para que pudéssemos divulgar nosso trabalho”.



Autores locais na FIL (Foto: Thainá Rossati)

O publicitário e escritor Luís Claudio de Souza Pereira trouxe também para o espaço seu primeiro livro: “América Latina 2051”. O livro conta a história de Aisha, uma afrodescendente, professora universitária de História latino-americana e de Kauê, um indígena da Amazônia, expert em inteligência de dados. Para o autor, estar no espaço e poder vender seus primeiros livros foi muito gratificante. “Estamos em um espaço privilegiado que promoveu e deu mais visibilidade aos escritores independentes. Este é o meu primeiro ano de forma presencial e estou muito satisfeito com a vendas”, declarou.


Autores locais na FIL (Foto: Thainá Rossati)

Maris Ester de Souza, presidente da Casa do Poeta e do Escritor de Ribeirão Preto, disse que esta edição da FIL foi uma efervescência cultural. “Estamos muito felizes e com um maior número de escritores do que em edições passadas”.


“Quando vi a placa anunciando a FIL, na entrada da Praça XV de Novembro, chorei de emoção. Todo mundo estava com saudade da Feira do Livro presencial. Foi tudo maravilhoso desde a participação dos autores, do público até a quantidade de contações de história para as crianças”, lembrou Helena Agostinho, Presidente da UEI - União dos Escritores Independentes Presidente.


“A Feira do Livro este ano foi maravilhosa, ultrapassando todas as nossas expectativas. Aumentamos a rota de participação dos autores, atingindo agora 34 cidades da região metropolitana de Ribeirão Preto”, alertou o médico e escritor Nelson Jacintho, que é coordenador do estande dos autores locais durante a FIL.


Sobre a Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto


A 21ª edição da Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto aconteceu de 20 a 28 de agosto de 2022 e trouxe como proposta de reflexão o tema “Do Caburaí ao Chuí: a força da Literatura Brasileira”. A proposição embasou todas as atividades e debates do evento. A feira consagrou-se como um dos maiores eventos culturais do país: 21 anos de história e 20 edições realizadas. Em 2020, a feira tornou-se internacional e em 2021 realizou sua 20ª edição, pela primeira vez, no formato on-line, devido à pandemia do Coronavírus.

Realização: Ministério do Turismo, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, Usina Alta Mogiana, GS Inima Ambient e Fundação do Livro e Leitura apresentam a 21ª Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto (FIL). Patrocínio Diamante: Usina Alta Mogiana e GS Inima Ambient. Patrocínio Ouro: GasBrasiliano e Savegnago. Patrocínio Prata: Passalacqua, Premier Pet, Pedra Agroindustrial, Ribeirãoshopping e Riberfoods, Usina Vertente,Tereos e Vittia. Patrocínio Bronze: Supermercados Gricki, MazaTarraf, Tracan, Santa Helena. Patrocínio: Madeiranit, Usina São Martinho, Tarraf. Instituição Cultural: SESC. Parceria Cultural: Fundação Dom Pedro II – Theatro Pedro II, Alma – Academia Livre de Música e Artes, Biblioteca Sinhá Junqueira, Centro Cultural Palace, Instituto do Livro, CUFA, A Fábrica, IPCCIC – Instituto Paulista de Cidades Criativas e Identidades Culturais, Teatro Municipal de Ribeirão Preto, AbaCare, Associação de Surdos, CAEERP, FADA, Fundação Panda, Ribdown, SOMAR. Apoio: ACIRP, Base Química , Cenourão, Combustran, DTEK, Durati Distribuidora, Lopes Material Rodante,Molyplast, Mialich supermercados, Santa Emília, Transmogiana,Tonin, Vantage – Geo Agro, ViaBrasil, Coderp, Transerp, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar, Secretaria de Cultura e Turismo, Secretaria de Educação, Secretaria do Meio Ambiente, Secretaria de Infraestrutura. Apoio Cultural: Convention Bureau, Colégio Marista, Diretoria de Ensino – Região de Ribeirão Preto, ETEC – José Martimiano da Silva, Educandário, SESI, Barão de Mauá, Centro Universitário Moura Lacerda, Unaerp, NW3, Grupo Utam, Monreale Hotéis, Painew, Verbo Nostro Comunicação Planejada e Instituto Unimed.

botao_fixo.png