top of page

Clube do Livro inicia agenda de 2023 com debate sobre a obra “Gilead”


Encontro de janeiro do Clube do Livro

O tradicional encontro mensal de leitura da Fundação do Livro e Leitura - o Clube do Livro -, coordenado pela bibliotecária Gabriela Pedrão, já está com a lista completa dos livros que serão discutidos durante o ano de 2023. Neste mês de janeiro, o encontro aconteceu no sábado (21), de forma on-line, e debateu o livro “Gilead”, segundo romance de uma das mais brilhantes autoras americanas contemporâneas, Marilynne Robinson.


O livro é aclamado pela crítica e pelo público, vencendo o Pulitzer de 2005. “Optamos pela escolha dessa obra em janeiro por ter uma mensagem mais positiva. É interessante começarmos o ano com uma leitura mais leve”, destacou Gabriela Pedrão. Gilead é o segundo romance de Marilynne Robinson e é uma declaração de amor incondicional à vida, mesmo assombrada por Deus e um lamento por sua brevidade. O livro tem em suas páginas a dimensão de obra que atingiu a maturidade plena e que conduz o leitor à sua própria plenitude.


Os integrantes do grupo de leitura também já escolheram os próximos livros que compõem a agenda do ano. “Em novembro todos os integrantes fazem sugestões, selecionamos 12, de onde fazemos o calendário. Entramos no nosso sétimo ano de Clube do Livro e ainda não repetimos nenhum autor ou autora”, destaca a bibliotecária.


Confira a lista do Clube do Livro para 2023:

21 de janeiro: “Gilead”, de Marilynne Robinson 25 de fevereiro: “Formas de voltar para casa”, de Alejandro Zambra 25 de março: “As alegrias da maternidade”, de Buchi Emecheta 29 de abril: “O falecido Mattia Pascal”, de Luigi Pirandello 27 de maio: “A porta”, de Magda Szabó 24 de junho: “A vida invisível de Eurídice Gusmão”, de Martha Batalha 29 de julho: “A ilha do dia anterior”, de Umberto Eco 19 de agosto (presencial na FIL) e 26 de agosto (virtual): “Tudo é rio”, de Carla Madeira 23 de setembro: “O quarto de Giovanni”, de James Baldwin 21 de outubro: “O verão em que mamãe teve olhos verdes”, de Tatiana Tibuleac 18 de novembro: “Afirma Pereira”, de Antonio Tabucchi 09 de dezembro: “Botchan”, de Natsume Soseki

Yorumlar


botao_fixo.png
bottom of page